Então, vai ter Copa pra você?

por Franklin Rezende em 8 de junho de 2014

Nenhum Comentário

Por cinco décadas o país esperou para ter em solos brasileiros a tão aguardada Copa do Mundo. O país que produziu um dos melhores jogadores do planeta, defende 5 títulos mundiais, tendo como primeira paixão desde criança a bola de futebol.

No dia 31 de maio de 2009, exatamente às 12h36, o presidente da FIFA, Joseph Blatter, anunciou para o mundo que o Brasil receberia os jogos no ano de 2014. Que noticia maravilhosa para os brasileiros. Já se via comercias sobre o assunto nas redes de comunicações. O verde e amarelo passou a estampar mais produtos, o comércio começou a se preparar, muita alegria e comemoração popular tomou conta de todo o país. Somos brasileiros, futebol é nossa área, é nosso esporte. Todos se uniram em uma só voz para encher o peito e dizer: “A copa vai ser aqui, no Brasil!”.

“O governo argumenta que projetos como os aeroportos acabarão sendo concluídos e irão gerar benefícios de longo prazo. O Brasil estima que a Copa irá criar 380.000 empregos e atrair 600.000 turistas estrangeiros. Também se estima que o mundial injete US$ 11,1 bilhões na economia por meio de anúncios e gastos com passagens aéreas e hotéis, entre outros. Mas os empregos, em grande parte, são temporários; e a Moody’s Investors Service estima que o impacto na economia do país, de US$ 2,2 trilhões, será pequeno”. The Wall Street Journal

Descontentes com o dinheiro gasto em um evento mal organizado, onde a maioria das obras começavam a atrasar, os brasileiros começam a tomar as ruas. Manifestações, críticas e repúdio tomam conta da nossa pátria. A dúvida e discórdia inundam a população e começam então as discussões, entre apoiar ou não o manifesto, querer ou não a copa.

protestoblog

Os problemas do país (saúde, transporte, moradia, corrupção) retomam seus lugares de destaque, enquanto a mágica e contagiante notícia da copa começa a desaparecer. Aqui a história toma outro rumo. As cores verde e amarelo, cores do momento, começam a desbotar.
“O país do futebol está reagindo ao desperdício, aos projetos de infraestrutura inacabados, às alegações de corrupção, à qualidade ruim das escolas e hospitais, ao mau uso dos recursos”, diz o ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega.

rio-de-janeiro-protesto-5

Hoje, apenas 48% dos brasileiros dizem que sediar a Copa foi uma boa ideia, segundo a mais recente pesquisa do instituto Datafolha, feita em 8 de abril. “Claro que temos ainda algumas situações de constrangimento e atrasos… estamos vigilantes para que não passemos uma vergonha como infelizmente vamos passar na Copa do Mundo em algumas cidades que não estão preparadas para receber os cidadãos”, diz Augusto Nardes, presidente do Tribunal de Contas da União.

torcida-brasileira-anima-ginasio-canadense-para-brasil-x-finlandia-1337555772152_1920x1080

Hoje, faltando menos de uma semana para a abertura da copa no Brasil, o país do futebol, confesso que estou desapontado com a eficiência do governo aqui no meu país. Onde está a “Copa das Copas”? Quero caras pintadas, alegria por todo lado, o povo unido, ruídos de vuvuzelas, e crianças jogando futebol na rua. Quero a Copa do Mundo FIFA! Encho meus olhos d’água ao lembrar que isso ficou lá atrás, na minha infância. Em algumas cidades o medo está evidente, comerciantes e moradores decidiram não decorar as ruas para o mundial quebrando simplesmente uma tradição que existe desde a década de 1970.

E então, Brasil. Vai ter copa?

Google+