Posts Tagueados ‘compras’

Agora nós podemos comprar livros na Amazon!

por Henrique Félix em 26 de agosto de 2014

Nenhum Comentário

Hello world!

Problema Resolvido: Compre do exterior e encontre alguém pra trazer

por Henrique Félix em 18 de fevereiro de 2014

Nenhum Comentário

De vez em quando dá aquela vontade de pedir pra alguém trazer aquela roupa dos EUA, aquele acessório pro celular que só vende no Japão, ou simplesmente você não conseguiu levar tudo que queria de São Paulo para Manaus (foi o que aconteceu comigo) mas não tem ninguém que possa trazer pra você, e isso é muito chato. Mas o “Cabe na Mala” vem com uma ideia que pode resolver o seu e o problema de muitas pessoas pelo mundo.

Continue Lendo

Somos pobres… pobres e assimétricos!

por Thiago Basílio em 12 de setembro de 2013

Nenhum Comentário

Nós, brasileiros, ganhamos mal. Isso é um fato! Nosso “mínimo” é patético e ingrato. Fiz um estágio de seis meses numa rádio portuguesa. Quando contava aos tugas o nosso salário base, eles se mostravam incrédulos (e olha que o de Portugal é o menor da Zona do Euro: 485,00€ por mês [R$ 1.280,40 na cotação de hoje]). Mas, enfim… a comparação que eu vou fazer é com base no salário MÉDIO do brasileiro e do português (respectivamente, R$1.650,30 e R$2.696,96 [1.014€]).

Continue Lendo

A Venezuela que eu vi

por Juliana Muniz em 5 de setembro de 2013

1 Comentário

Acho que dos 15 dias que rodamos o solo venezuelano (e também o mar, rsrs), posso dizer que ao contrário de muitas pessoas, gostei da comida! Morangos grandes e suculentos, biscoito Oreo de todos os tipos. O Mc Donald’s deixa a desejar, mas o Burger King compensa! Nos Andes, recomendo o pão de alho. Com nata fica uma delícia! Na Gran Sabana, o frango assado dos índios é muito mais gostoso que o famoso galeto gaúcho… desculpa, gente. Claro que nem tudo agrada, como a tal da arepa. Não cheguei a provar porque os experientes que viajaram comigo já foram me prevenindo, “Não coma arepa! Tem cara de pão de queijo gostoso, mas é um pão esquisito, branquelo e sem gosto”, diziam.

Continue Lendo



Google+