Rússia 2018: o que é necessário para acompanhar de perto a próxima Copa?

por Thiago Basílio em 10 de julho de 2014

Nenhum Comentário

É, meus caros, o sonho do hexa foi adiado de um forma muito trágica. Uma derrota história de 7 X 1 para a Alemanha ( :'( ) EM CASA, meu Deus do céu !!! Como se não bastasse a humilhação, nossos rivais argentinos (que têm menos títulos do que Pelé) conseguiram uma classificação heroica para a grande final no Maracanã. Ok… acontece, mas somos brasileiros e não desistimos nunca!!! Por isso já temos foco em 2018 para conseguirmos nos consagrar novamente como melhores do planeta no mundial da Rússia daqui a quatro anos.  Uma coisa é certa: pode esquecer que a Copa será bem mais zoada do que a nossa. O povo russo é muito frio, futebol não é uma daquelas grandes paixões nacionais, sem falar que a política de governo do país euro-asiático é pautada em inúmeros atos de racismo, o que naturalmente faz com que o evento não passe aquela importante mensagem de “say no to racism” que a Fifa tenta promover (na verdade ela está mais preocupada com o “say yes to corruption”, mas tudo bem). Apesar de tudo isso, o país é gigantesco e tem uma vasta e surpreendente gama de opções para turismo. lee-city-castle-bridge-moscow-capital-of-russia-the-flag-wallpaper-wallpaper Claro que muitos brasileiros querem participar da festa e já estão programando comprar suas passagens para o próximo mundial. Para chegar à Moscou, por exemplo, não existem voos diretos saindo do Brasil. Diversas companhias aéreas europeias e do oriente-médio fazem o trajeto com conexões. No que se refere a vistos, a boa notícia é a de que não é necessário essa autorização prévia para ficar no país por até 90 dias. Basta se atentar para provar possibilidade de permanência no país, garantias de que você retornará ao Brasil e um seguro-viagem também ajuda para facilitar a imigração.

Não são necessárias vacinas obrigatórias, mas alguns órgãos internacionais recomendam  a tétanos-difteria e hepatite. No que diz respeito a dinheiro, recomendo que você junte, pelo menos, uns R$ 10 mil, pois em tempos de grandes eventos tudo inflaciona no país, como aconteceu aqui no Brasil… certamente passagens estarão mais caras que um ingresso VIP para o jogo da grande final. Acho que é basicamente isso. Agora é  torcer para que o papa seja pé frio que tá difícil presenciar essa bagaça de perto. Até a próxima!

Google+